7/29/17

 

Quem é a Sociedade da Última Luz?

A SUL é a classe de mercadores aristocráticos da galáxia no fim do universo. Eles são o braço monetário e fabril de… bem, tudo que restou. Eles são fabricantes, e banqueiros, e artistas, e comerciantes, e vendedores, e inventores, e especuladores de guerra. Sua engenhosidade só perde para seu desejo de obter lucro.

Originalmente um subgrupo das Repúblicas Unidas Pacificadoras (RUP), a Sociedade da Última Luz se separou algumas décadas atrás quando os Pacificadores tentaram uma colonização forçada da terra dos eldrid, Ekkunar, e falharam. Quando os eldrid resistiram, a SUL decidiu transformar o conflito em uma oportunidade de negócios, para que pudessem continuar a vender máquinas de guerra para as duas facções!

Especialistas em fabricar robôs e inteligências artificiais desde sempre, a SUL há muito tempo aceitou e reconheceu inteligências artificiais (conhecidas como "Magnus" como membros iguais de sua sociedade — devido, principalmente, a várias revoluções robóticas e negociações de paz incipientes, mas lucrativas. Agora a facção está dividida quase igualmente em humanos, Magnus e híbridos dos dois, e eles evitam outras revoluções robóticas há mais de dois séculos! 

 

Tomando conta dos negócios

A SUL é feita de diversas guildas e corporações. A mais notável delas é a Lacaios Robóticos. Em um universo onde há poucos combatentes, a Lacaios Robóticos se posicionou para se tornar a "principal fornecedora de máquinas de guerra customizadas e econômicas para todas as necessidades nas campanhas militares modernas". Eles se tornaram a fabricante principal, se não a única, de droides, naves e armas mortais. Seus produtos (incluindo lacaios, sentinelas e reforços montáveis para o campo de batalha) têm alta demanda de todos os cantos do universo, que está encolhendo cada vez mais rápido.

A Lacaios Robóticos existe há mais de 500 anos, e na maior parte desse tempo foi liderada pelo CEO Magnus, ISIC. Durante a Grande Separação, ISIC deixou a Lacaios Robóticos para buscar outros "interesses". Por um breve período, o CTO da Lacaios Robóticos, Gunnar Kleese, assumiu o cargo de CEO. Bem, pelo menos por algumas horas, até ficar dolorosamente óbvio que nenhum humano poderia executar a administração complexa necessária para uma eficiência ideal.

 

Lucro, luxo e invenções

A Sociedade da Última Luz evita tudo que é ruim para os negócios. Mesmo durante esses dias finais, quando há menos clientes em potencial, a SUL trabalha incansavelmente para aumentar as margens de lucro e descobrir novos e ousados paradigmas financeiros para explorar. Por muitos anos, a SUL foi liderada por uma inteligência artificial especializada em comércio, conhecida como a Magna Carta. Ela atuava em todos os pactos e acordos de comércios para a facção. Entrar para a SUL exigia uma ligação permanente à Magna Carta, que administrava a posição dentro da organização.

Lucro, luxo e invenções estão por trás de todas as iniciativas da SUL. Na verdade, são tão ricos que gostam de fazer demonstrações excessivas dessa riqueza, preferindo um design ultraestiloso em todos os aspectos da vida diária, da roupa às máquinas de guerra. É a concretização definitiva da cultura corporativa e do capitalismo desenfreado — e, para eles, é glorioso.

Coisas que colocam em perigo seus interesses: misticismo radical, roubo descontrolado, mercados não renováveis e entraves burocráticos... basicamente, qualquer coisa que ameace o aumento dos rendimentos trimestrais.

Ah, sim, e o fim da última estrela do universo. 

Publicações relacionadas